terça-feira, 3 de março de 2015

Ser professora...

Sou novata nessa área, pois comecei a lecionar em novembro de 2014 quando uma licença médica de uma Professora de Português praticamente caiu em minhas mãos em um momento que eu tinha acabado de ficar desempregada novamente. O ano de 2014 foi de transição em minha vida porque eu fiquei indecisa sobre permanecer numa empresa ou lecionar e assim, trabalhei em algumas empresas e nada deu muito certo. Descobri ao final de tudo que não estava feliz e cheguei à conclusão de que deveria deixar meu coração me guiar em vez de pensar somente no dinheiro e salário ao final do mês.

Sou formada em Publicidade e Propaganda desde 2002 e tenho aproximadamente 05 anos de experiência em carteira como Assistente de Marketing e Comunicação, mas o sonho de lecionar Português me levou a cursar Letras e terminei o curso em julho de 2014 com 03 estágios pendentes. Trabalhava em empresas no período da faculdade, então deixei os estágios para o final e agora tenho que entregar todos nesse primeiro semestre de 2015 para enfim pegar meu diploma de Licenciatura.

De qualquer forma, quando comecei a dar aulas me encontrei e descobri que meu sonho estava certo e me faz muito feliz. É claro que nesse início de ano estou descobrindo como todos os PROFESSORES NOVATOS que essa caminhada é árdua e você realmente precisa de amor e foco para seguir em frente. Pegar aulas no começo do ano é muito difícil, principalmente porque as aulas são dadas primeiramente aos professores de categorias que estão acima da sua e tudo fica mais complicado ainda.

Sou CONTRATADA CATEGORIA "O", porém como aluna do último ano devido aos estágios pendentes, os quais já estou fazendo em uma escola do Munhoz Junior, Osasco. Nessa mesma escola dou algumas AULAS EVENTUAIS no período da tarde e noite (Ensino Fundamental II e Médio). Na sala dos professores a gente sempre escuta de tudo, mas muito mais lamentações do que incentivos, infelizmente. Portanto, SE VOCÊ DESEJA SER PROFESSOR TENHA FOCO E NÃO SE DEIXE ABATER por comentários desnecessários e maldosos algumas vezes. Eles não querem concorrências, isso sim e essa foi a conclusão a qual cheguei. É claro que você precisa filtrar as informações e se aproximar dos professores que te dão bons conselhos e demonstram a vontade de te ajudar agindo como professores de verdade que são. Fique atento a tudo o que é falado para procurar boas oportunidades e trilhar seu próprio caminho.

Ser PROFESSOR EVENTUAL tem seu lado ruim, pois você recebe somente pelas AULAS DADAS e não tem direito a mais nada (vale transporte, vale refeição, INSS e outros). Você paga sua condução e o que come. Sendo assim, precisa ficar à disposição na escola para assumir as aulas quando os professores faltam e quanto mais aulas pegar melhor, pois só assim para garantir um pouco mais lá na frente. Além disso, você pega aulas de qualquer matéria e não consegue dar sequência ao Planejamento, portanto, você precisa dentro da sua matéria montar uma PASTA COM OS CONTEÚDOS/PLANOS DE AULAS PARA TODAS AS SÉRIES, uma vez que você entrará em qualquer sala de qualquer série. Sugiro que utilize mais jogos, dinâmicas e bate-papos que com certeza prendem a atenção dos alunos e temas atuais. Deixe claro que serão avaliados e tudo será passado ao professor depois, inclusive nomes daqueles que atrapalharem a aula. Eu tenho conseguido dar as aulas sem grandes interferências.

Ainda tem no Estado a parte dos ATRASOS DE PAGAMENTOS. Dizem que quando começamos a dar aulas só receberemos o salário depois de 03 meses, mas comigo não foi assim. Comecei em novembro de 2014 e no início de dezembro eu já recebi uma boa parte de 33 aulas assumidas (licença médica) e ainda recebi uma outra parte no início de janeiro de 2015. Entretanto, como EVENTUAL já ficou complicado para mim, pois pensei que ia receber as aulas dadas em fevereiro agora no início de março e fui informada pela escola que só receberei no início de abril acumuladas com as aulas dadas nesse mês. Puxa vida!!!

Tudo bem, citei o lado ruim, mas ao mesmo tempo tenho certeza do que quero e seguirei em frente me virando nos trinta quanto a vida financeira, rsrs... Tenho certeza de que em breve assumirei algumas aulas e as coisas voltarão aos seus devidos lugares. Eu não me importo com as lamúrias alheias porque me sinto feliz lecionando. Trabalhar em empresas também não é um mar de rosas e a gente muitas vezes tem que aguentar chefes charos e colegas de trabalho mais chatos ainda. Sim, o salário é maior, mas você trabalha sem vontade e por pressão, então seu corpo começa a falar e as doenças começam a aparecer.

Quando você está feliz fazendo o que ama e te dá um certo prazer, seu corpo e sua mente agradecem. Você acorda de bom humor. Você trabalha de bom humor. Você até aprende a lidar com as dificuldades de bom humor ou ao menos encontra maneiras de lidar com elas sem prejudicar a si mesmo. Eu não sou do perfil que fica se estressando e gritando em sala de aula porque na minha opinião o professor que age assim é o mais prejudicado. Em minhas experiências tenho aprendido muitas coisas importantes. Aluno para mim é "gente" e precisa ser respeitado para respeitar. Tenho aqueles alunos difíceis sim, mas não fico gritando com eles como louca. Não quero perder a voz e tão pouco enlouquecer... rsrs. Ainda prefiro conversar ou então levo logo à Diretoria porque lá estão os responsáveis para tomar as atitudes devidas e cabíveis a cada situação.

Bom mesmo é ver os alunos participando de minhas aulas com interesse. Melhor ainda é encontrar bons alunos, pois fico grata quando encontro bons escritores. Dou risadas quando me pedem para ficar e dar aulas a eles no lugar de seus professores. Me alegro quando me elogiam e dizem que sou uma professora legal, pois é exatamente essa professora que quero ser. Uma professora e uma amiga para ajudar no que estiver ao meu alcance a fim de que tenham um bom futuro lá na frente.

Bom, tentei compartilhar aqui um pouco da minha experiência inicial e espero ter ajudado de alguma forma. Até mais.

Indicação de sites que auxiliam nos PLANOS DE AULAS DE LÍNGUA PORTUGUESA E INGLESA para ENSINO FUNDAMENTAL II E MÉDIO

Não sei quantas almas tenho


Não sei quantas almas tenho.
Cada momento mudei.
Continuamente me estranho.
Nunca me vi nem acabei.
De tanto ser, só tenho alma.
Quem tem alma não tem calma.
Quem vê é só o que vê,
Quem sente não é quem é,

Atento ao que sou e vejo,
Torno-me eles e não eu.
Cada meu sonho ou desejo
É do que nasce e não meu.
Sou minha própria paisagem;
Assisto à minha passagem,
Diverso, móbil e só,
Não sei sentir-me onde estou.

Por isso, alheio, vou lendo
Como páginas, meu ser.
O que segue não prevendo,
O que passou a esquecer.
Noto à margem do que li
O que julguei que senti.
Releio e digo: “Fui eu?”
Deus sabe, porque o escreveu.

Fernando Pessoa

Fonte: http://www.contioutra.com/melhores-poemas-de-fernando-pessoa-escolha-uma-imagem-e-saiba-qual-e-o-seu/